HORÁRIO DAS MISSAS

Igreja Matriz
Quarta-feira, às 19h30min
Domingo, às 10h
Sábado, às 19h

Comunidade
São Pedro
Domingo, às 18h30min
Quinta-feira, às 20h

Menino Jesus
Terça-feira: 19h30min
Domingo, às 9h

Ir à Missa aos Domingos é obrigação?

150615_MISSADOMINGO

Muitos de nós fomos incentivados à participar da Missa todo domingo, seguindo o exemplo de nossos pais. Algumas famílias dedicavam o domingo justamente para a missa, onde todos colocavam a melhor roupa, e o descanso dominical começava mesmo somente depois da celebração.
Acontece que há 20, 30 anos atrás, o mundo era muito diferente. O comércio não abria aos domingos, os shoppings até abriam, mas apenas para passeio, e com isso a maioria das pessoas aproveitavam o domingo como folga, como devido descanso. Mas com o passar do tempo, as coisas foram mudando, o dinheiro começou a ter um papel central na sociedade, na qual não interessava mais "ser" ou "estar", mas acima de tudo o "ter".
Assim o comércio descobriu um nicho significativo, afinal, as pessoas poderiam aproveitar o descanso para fazer compras. E se as lojas abrem, os empregados devem trabalhar. E as poucos a tradição do domingo da Missa, da família, cedeu lugar para outras coisas.
Entretanto, a nossa fé não muda. O Domingo continua sendo o Dia do Senhor, o Dominus Dei. Foi no Domingo que Jesus ressuscitou, e está lá no 3º Mandamento, logo após os mandamentos do amor à Deus e ao próximo, que devemos guardar Domingos e Festas. Ou seja, nós, como católicos, não podemos deixar de participar da Missa dominical e dos dias de preceito, como as festas dedicadas ao Nosso Senhor Jesus Cristo, sua Santa Mãe e os Santos que a Igreja define.
A Santa Missa é aquilo que há de mais extraordinário na nossa fé católica, e assim deve ser observada.
Mas e se um de nós trabalha aos domingos, e não consegue participar da Missa? A Igreja, percebendo os sinais dos tempos, definiu que a Missa de Sábado, ao final da tarde, teria a liturgia dominical, ou seja, se por um impedimento sério não se possa participar da Missa no Domingo, participa-se da Celebração de Sábado e esta tem igual validade.
Talvez algum de nós, mesmo em bom intenção, quando não pode ir à Missa dominical, vai em uma missa semanal. A Missa é boa em todos os dias, mas não podemos substituir a Dominical. O Catecismo da Igreja Católica, no número 2181 nos diz: "Por isso os fiéis são obrigados a participar da Eucaristia nos dias de preceito, a não ser por motivos muito sérios (por exemplo, uma doença, cuidado com bebês) ou se forem dispensados pelo próprio pastor. Aqueles que deliberadamente faltam a esta obrigação cometem pecado grave." Desta maneira, só se pode voltar a comungar após buscar a confissão com um padre.
Como devemos guardar, ou seja, santificar o dia de domingo, é aconselhável que neste dia não se trabalhe. Caso seja indispensável o trabalho aos domingos, impossibilitando a participação da Santa Missa, deve-se pelo menos ser dedicado um momento de oração em família, conforme o cânon 1248, do Código de Direito Canônico: "Por falta de ministro sagrado ou por outra grave causa, se a participação na celebração eucarística se tornar impossível, recomenda-se vivamente que os fiéis participem da liturgia da Palavra, se houver, na igreja paroquial ou em outro lugar sagrado, celebrada de acordo com as prescrições do Bispo diocesano; ou então se dediquem à oração por tempo conveniente, pessoalmente ou em família, ou em grupos de família de acordo com a oportunidade."
Ou seja, o Dominus Dei deve ser em nossas vidas o verdadeiro Dia do Senhor, dedicando-nos à Santa Missa, à oração, à família e ao descanso.
Sem. Luiz Filipe Licidonio


Supermercado Teka

Benfeitor

Benfeitor