HORÁRIO DAS MISSAS

Igreja Matriz
Quarta-feira, às 19h30min
Domingo, às 10h
Sábado, às 19h

Comunidade
São Pedro
Domingo, às 18h30min
Quinta-feira, às 20h

Menino Jesus
Terça-feira: 19h30min
Domingo, às 9h

6ª Noite de novena à Nossa Senhora da Saúde

131120_logo_6novena

Na 6ª Noite de novena à Nossa Senhora da Saúde
tivemos a presença de celebrar esta noite com o Pe. Luis Inácio Flach
e também com o Gustavo André Haupenthal que se ordenara padre Paróquia Catedral São João Batista de Montenegro.
Hoje, o Evangelho propõe-nos a parábola das minas: uma quantidade de dinheiro que aquele nobre repartiu entre seus servos, antes de partir de viagem. Primeiro fixemo-nos na ocasião que provoca a parábola de Jesus. Ele ia subindo para Jerusalém, onde o esperava a paixão e a conseqüente ressurreição.
Com ela, Jesus ensina-nos que temos que fazer render os dons e qualidades que Ele nos deu, isto é, que nos deixou a cada um. Não são nossos de maneira que possamos fazer com eles o que queiramos. Ele deixou-nos esses dons para que os façamos render. Os que fizeram render as minas - mais ou menos - são louvados e premiados pelo seu Senhor. É o servo preguiçoso, que guardou o dinheiro num lenço sem o fazer render, é o que é repreendido e condenado.
(texto do Gustavo)
Na 6ª Noite de novena à Nossa Senhora da Saúde, nesta quarta-feira, 20 de novembro, contamos com a presença do Peadre Luis Inácio Flach da Paróquia São José Operário de Alvorada e também com o Diácono Gustavo André Haupenthal que se ordenará Padre na Paróquia Catedral São João Batista de Montenegro. O Padre Luis desenvolveu o com o tema: " A comunidade de Comunidades".

"Neste dia, o Evangelho nos propôs a parábola das minas: uma quantidade de dinheiro que aquele nobre repartiu entre seus servos, antes de partir de viagem. Primeiro fixemo-nos na ocasião que provoca a parábola de Jesus, Ele ia subindo para Jerusalém, onde o esperava a paixão e a conseqüente ressurreição.
Com ela, Jesus ensina-nos que temos que fazer render os dons e qualidades que Ele nos deu, isto é, que nos deixou a cada um. Não são nossos de maneira que possamos fazer com eles o que queiramos. Ele deixou-nos esses dons para que os façamos render. Os que fizeram render as minas - mais ou menos - são louvados e premiados pelo seu Senhor. E o servo preguiçoso, que guardou o dinheiro num lenço sem o fazer render, é o que é repreendido e condenado".
 
A Igreja de Jesus Cristo é uma “casa de salvação”. Mas esta casa de tempos em tempos precisa se “atualizar”. É justamente isso que a Igreja no Brasil com a inciativa dos bispos que recentemente lançaram o documento 104 - COMUNIDADE DE COMUNIDADES está procurando fazer, uma atualização! Não falo de uma nova pintura na sua igreja, ou de uma nova iluminação, falo de uma atualização no modo de viver, celebrar e comunicar a fé em Jesus Cristo. Estamos no século XXI, e também na Igreja as coisas devem e precisam se renovar, se atualizar. Precisamos usar a criatividade, a tecnologia, o conhecimento, e sobretudo nossas capacidades para que Jesus de Nazaré, aquele que deu a vida por ti, por mim, possa também ser conhecido, amado e louvado por pessoas que talvez ainda não o conhecem bem. Mas, para isso acontecer é preciso que você ame sua família de fé, sua comunidade, onde  junto aos teus irmãos em Cristo se sinta feliz e acolhido por fazer parte de uma comunidade de comunidades. Vamos lá, vamos abraçar esta causa, que é uma causa de fé. Eu, você, nós juntos, sempre guiados pela luz do Espírito Santo, podemos e devemos estar disponíveis para que a “casa de salvação”, onde estamos com certeza mais perto do céu, possa também ser a casa para que muitos irmãos nossos também sintam nossa alegria e disposição de fazermos parte de uma comunidade que ama, adora e serve a Igreja de Jesus Cristo em permanente esta de missão!
 
PASCOM| Pastoral da Comunicação | Paróquia Nossa Senhora da Saúde


Benfeitor

Supermercado Teka

Benfeitor