HORÁRIO DAS MISSAS

Igreja Matriz
Quarta-feira, às 19h30min
Domingo, às 10h
Sábado, às 19h

Comunidade
São Pedro
Domingo, às 18h30min
Quinta-feira, às 20h

Menino Jesus
Terça-feira: 19h30min
Domingo, às 9h

Estamos no Ano da Misericordia, mas o que é Misericórdia?

Estamos no Ano da Misericordia. Mas o que é Misericórdia?
Misericórdia não é ter dó, não é sentir pena. Vemos muitas pessoas em situações difíceis em telejornais ou até mesmo próximas de nós, e na maioria das vezes não podemos ou nada fazemos mesmo e colocamos um monte de desculpas para aliviar nossa consciência.
A perspectiva da Misericórdia de Deus é diferente. Deus vê o nosso sofrimento, a nossa queda, Ele sabe qual é a Cruz que carregamos. Mas Ele não fica parado, inerte.
A Misericórdia de Deus é movimento. A misericórdia de Deus é a Sua ação em direção a nós. O sofrimento do ser humano, o esfriamento, o pecado, a queda, a falta de sentido de vida toca o coração de Deus e Ele Se volta para nós, como uma mãe que vê o filho cair e sai correndo em direção a ele para lhe tomar nos braços e acolher num abraço materno.
O Papa Francisco escreveu que a misericórdia de Deus é "visceral", ou seja, o sofrimento humano toca de tal forma o coração de Deus que lhe toca no mais íntimo do Criador: a nossa dor dói em Deus até às vísceras de Deus, mais profundo do Ser de Deus.
Jesus disse à Santa Faustina que a Misericórdia se sobrepõe à Justiça, ou seja, a Misericórdia vence aquilo que merecíamos por causa dos nossos crimes. A Misericórdia de Deus vence o moralismo, vence até Lei, vence o pecado e dá esperança que não termina porque ela nasce daquilo que São João diz que Deus é no mais íntimo do Seu Ser: Amor.
A Misericórdia de Deus é o Seu movimento de Se compadecer, de Se inclinar, de correr em direção a cada filho Seu, de lhe tomar nos braços com um abraço eterno e jamais soltar. Deus vem ao nosso encontro, Se compadece de nossa autodestruição, nos acolhe em Seus braços, nos perdoa os pecados mais graves e pede que façamos o mesmo com quem está em nosso caminho: isso se chama Misericórdia.

Apresentao2

 

Misericórdia não é ter dó, não é sentir pena. Vemos muitas pessoas em situações difíceis em telejornais ou até mesmo próximas de nós, e na maioria das vezes não podemos ou nada fazemos mesmo e colocamos um monte de desculpas para aliviar nossa consciência.
A perspectiva da Misericórdia de Deus é diferente. Deus vê o nosso sofrimento, a nossa queda, Ele sabe qual é a Cruz que carregamos. Mas Ele não fica parado, inerte.
A Misericórdia de Deus é movimento. A misericórdia de Deus é a Sua ação em direção a nós. O sofrimento do ser humano, o esfriamento, o pecado, a queda, a falta de sentido de vida toca o coração de Deus e Ele Se volta para nós, como uma mãe que vê o filho cair e sai correndo em direção a ele para lhe tomar nos braços e acolher num abraço materno.
O Papa Francisco escreveu que a misericórdia de Deus é "visceral", ou seja, o sofrimento humano toca de tal forma o coração de Deus que lhe toca no mais íntimo do Criador: a nossa dor dói em Deus até às vísceras de Deus, mais profundo do Ser de Deus. Jesus disse à Santa Faustina que a Misericórdia se sobrepõe à Justiça, ou seja, a Misericórdia vence aquilo que merecíamos por causa dos nossos crimes. A Misericórdia de Deus vence o moralismo, vence até Lei, vence o pecado e dá esperança que não termina porque ela nasce daquilo que São João diz que Deus é no mais íntimo do Seu Ser: Amor. 
A Misericórdia de Deus é o Seu movimento de Se compadecer, de Se inclinar, de correr em direção a cada filho Seu, de lhe tomar nos braços com um abraço eterno e jamais soltar. Deus vem ao nosso encontro, Se compadece de nossa autodestruição, nos acolhe em Seus braços, nos perdoa os pecados mais graves e pede que façamos o mesmo com quem está em nosso caminho: isso se chama Misericórdia.
Daniele Lírio | PASCOM - Pastoral da comunicação | Paróquia Nossa Senhora da Saúde

 


Supermercado Teka

Benfeitor

Benfeitor